Ciências, Passatempos

Construa seu Próprio Robô

Adaptado de  ‘Individuality Bot’ por admin@makezilla  
Individuality Bot

Crédito: admin@makezilla

 

A imagem do robô que você vê aqui é apenas um exemplo. A ideia é que você solte a criatividade e faça o seu próprio robô do jeito que quiser. Mas, antes de mais nada, peça permissão e, se for preciso, a ajuda dos seus pais. Todos materiais necessários são coisas comuns, que você encontra na sua casa, mas não custa repetir: fale antes com seus pais. Eles podem não gostar se você usar, por exemplo, o controle remoto da televisão como um das pernas do seu “androide”. Vamos começar?

 
Passo 1: Materiais de construção
 
Jar of discarded items

Crédito: admin@makezilla

 
discarded items from the jar

Crédito: admin@makezilla

 
image of screws, bolts, springs

Crédito: admin@makezilla

 

Não é preciso comprar nada. Esse robô da foto foi feito inteiramente de material reciclado. Cada peça veio de um lugar diferente. E você também vai conseguir seu material dessa forma, seja desmontando coisas velhas que não são mais usadas, pedaços de brinquedos ou de objetos de casa quebrados e itens descartáveis. Parafusos, molas, porcas e arruelas podem dar um toque de “máquina” para ele. Pratinhos e copos descartáveis, botões de roupas, clips e até fones de ouvido que não funcionam mais também são ótimos materiais. Olhe em volta com a “imaginação ligada”!

 
Passo 2: Ferramentas e materiais necessários
 

Em primeiro lugar, você vai precisar de papel – pode ser até jornal ou páginas de revistas velhas – para forrar o local em que vai trabalhar. Depois, separe cola, durex, barbantes, elásticos e outras coisas desse tipo, que servirão para unir as partes do seu robô. Ferramentas como tesouras, por exemplo, devem ser usadas com muito cuidado. Lembre-se sempre: se for o caso, peça ajuda de um adulto.

 
Passo 3: O corpo
 

Comece estudando todo o material que você coletou e tente imaginar o que usar para cada lugar. O ideal é começar pelo corpo, que é o núcleo central do robô. É nele que você vai fixar a cabeça, as pernas e os braços – e quantos você quiser! O robô é seu e você faz com olhos nas costas e orelha no pé se tiver vontade! Aqui no robô do exemplo, foram coladas placas para fazer o corpo, que ficou todo retinho, com um farol de bicicleta no peito e alguns itens a mais para complementar.

Use os materiais disponíveis de forma criativa, solte a imaginação, vá acrescentando elementos aos poucos e construa o seu robô do jeito e tamanho que quiser. 

 
Passo 4: Braços e pernas
 

Veja no exemplo da foto que as pernas foram feitos com rolos de toalhas de papel. Já para os pés é importante usar peças mais pesadas para ajudar a manter o robô em pé. Observe também as pernas do modelo: uma delas está enrolada com um pedaço de arame e a outra tem elástico em volta para parecer que são meias (dizem que usar meias diferentes dá sorte! Legal, não é?). Para complementar, ainda tem peças de bicicleta ao lado das pernas. Já nos braços foram usados pedaços de um despertador velho e outras peças que pareciam braços robóticos de verdade! E os ombros então? Lá tem arruelas, tampas de canetas e algumas outras coisas que nem dá para saber direito o que são. Essa é uma das partes mais gostosas da brincadeira: usar a imaginação!

 
Passo 5: A cabeça
 
image of electrical circuit

Crédito: admin@makezilla

 
image of the head of robot

Crédito: admin@makezilla

 

Essa cabeça da foto é bem “robótica”, com luzes que se acendem de verdade alimentadas por uma bateria. Mas se você não tiver os materiais ou não souber como fazer isso, não se preocupe: mais importante do que tudo é que a “sua cabeça” seja bacana. Pequenos detalhes deixam o robô bem divertido, como as sobrancelhas fixadas em molas que ficam balançando.

 
Passo 6: Toques finais

Capriche nos detalhes, acrescente elementos divertidos, brinque de fazer coisas diferentes. No final, o seu robô será só seu – não existirá outro igual no mundo. Ele será o seu próprio Guerreiro do Ferro, criado por você. Você vai poder dar um nome a ele, brincar bastante, usar para enfeitar seu quarto ou até mesmo – olha que ideia legal! – dar de presente para um amigo. Depois, é só começar a brincar tudo de novo: construa um novo e diferente robô!